Escolha uma Página

Normas de Vancouver

Vamos estudar estas normas?

O que são e para que servem?

As normas de Vancouver são um conjunto de regras para a publicação de trabalhos no âmbito das ciências da saúde e receberam esse nome devido à uma reunião que foi realizada na cidade de Vancouver, no Canadá, em 1978.

Nesta reunião, surgiu o Comitê Internacional de Editores de Revistas Médicas e também o estilo Vancouver, que foi desenvolvido pela Biblioteca Nacional de Medicina dos Estados Unidos e diz respeito ao modo de se fazer uso de citações e referências bibliográficas nas produções acadêmicas e científicas.

Contudo, é importante ressaltar que, diferentemente das normas ABNT, as normas Vancouver não contemplam diversos itens de um trabalho acadêmico como a monografia. Por exemplo, elas não fornecem regras para a formatação de elementos como capa, folha de rosto, listas, notas de rodapé, apêndice, anexo, entre outros itens que constituem o trabalho, sendo focadas basicamente no que diz respeito às citações e referências.

 

Como utilizar

 

1. Artigos de revista

Autor/es. Título do artigo. Abreviatura internacional da revista. ano; volume (número): página inicial-final do artigo. Se os autores fossem mais de seis, mencionam-se os seis primeiros seguidos da abreviatura “et al.”

Exemplo:
Thumé E et al. Assistência domiciliar a idosos: fatores associados, características do acesso e do cuidado. Rev de Saúde Pública. 2010;44(6):1102-1111.

2. Artigo de revista online

Autor/es do artigo. Título do artigo. Nome da revista , ano [data de consulta]; volume (número): [Extensão/páginas]. Endereço eletrônico.

Exemplo:
Francês I, Barandiarán M, Marcellán T, Moreno L. Estimulação psicocognoscitiva nas demências. An Sist Sanit Navar [revista em Internet] 2003 setembro-dezembro. [acesso 19 de outubro de 2005]; 26(3). Disponível em: http://www.cfnavarra.es/salud/anales/textos/vol26/n3/revis2a.html

3. Artigo de jornal

Autor do artigo. Título do artigo. Nome do jornal. Dia mês ano; Secção: página (coluna).

Exemplo:
Montagnier L. Perigos e consciência. Folha de São Paulo. 30 jan 2000; Caderno Mais: 8-9.

3. Livros

Autor/es.Título do livro. Edição. Lugar de publicação: Editorial; ano. Neste caso, não é necessário especificar a primeira edição, apenas da segunda em diante. A edição sempre se põe em números arábicos e abreviatura: 2ª ed. Se a obra estivesse composta por mais de um volume, devemos citá-lo a seguir do título do livro: Vol. 3.

Exemplo:
Medeiros JB. Português instrumental. 9. ed. São Paulo: Atlas; 2010.

 

4. Livros em formato eletrônico

Autor/es.Título do livro. Edição. Lugar de publicação: Editorial; ano. Endereço eletrônico.

Exemplo:
Brasil. Ministério da Ciência e Tecnologia. Sociedade da informação no Brasil. [livro online]. Brasília: MCT; 2000. [acesso em 02 out 2014]. Disponível em http://www.socinfo.org.br/ livro_verde/download.htm.

 

4. Publicações online

Autor/es da publicação. Título da publicação. Ano [data de consulta]. Endereço eletrônico.

Exemplo:
Pedroso IVCP. (2014). Globalização, comércio mundial e formação de blocos econômicos: entenda a dinâmica das grandes corporações e veja os efeitos da globalização no mercado. [publicação online]; 2014 [acesso em 14 abr 2015]. Disponível em comercio-mundial-formacao-de-blocos-economicos.html

 

5. Site

Autor/es. Título [site]. Lugar de publicação: Editor; Data de publicação [data de atualização; data de acesso]. Endereço eletrônico.

Exemplo:
Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística [homepage na internet]. Análise da disponibilidade domiciliar de alimentos e do estado nutricional no Brasil [acesso em 27 mar 2005]. Disponível em: http:www.ibge.gov.br

 

6. Tese, dissertação, monografia e projeto de pesquisa

Autor. Título. (subtítulo se houver) Tipo de documento. Cidade: Instituição onde foi defendida; ano.

Exemplo:
Nunes AMT. A abordagem do arrebatamento da Igreja analisado sob o ponto de vista cristão pré-milenista. Belo Horizonte: Instituto de Educação Continuada da PUC Minas, 2006. Trabalho de Conclusão de Curso em Ciências da Religião.

 

7. Trabalho apresentado em evento – Simpósios, Jornadas, Congressos, Seminários, Encontros, Workshops, Colóquios, entre outros

Tipo de publicação, número e nome do evento; data de realização (dia mês ano); Cidade e país de realização do evento. Cidade da publicação: Editora ou Instituição responsável pela publicação; ano de edição (nem sempre é o mesmo do evento).

Exemplo:
Anais do 4. Simpósio Internacional sobre a Juventude Brasileira; 16-18 jun 2010; Belo Horizonte (MG): PUC Minas; 2011.

 

8. Documentos legais

Título da lei/decreto/ordem… (Nome do Boletim Oficial, número, data de publicação)

Exemplo:
Brasil. Lei n. 11.346, de 15 de setembro de 2006. Cria no Instituto Nacional de Alimentação e Nutrição, o Programa Nacional de Controle das Deficiências de Vitamina A e dá outras providências. Diário Oficial da União. 15 set 2006.

 

9. Base de dados online

Instituição/Autor. Título [base de dados na Internet]. Lugar de publicação: Editor; Data de criação, [data de consulta]. Endereço eletrônico.

Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde [base de dados online]. São Paulo: BIREME – Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde. 2014 [acesso em 17 maio 2014]. Disponível em: http://bases.bireme.br/cgi-bin/wxislind.exe/iah/online/?IsisScript=iah/iah.xis&base=LILACS&lang=p

 

10. Mapas

Autor. Título [mapa]. Local: Editor; data.

Exemplo:
Instituto Geográfico. Regiões do Brasil [mapa]. São Paulo: Instituto Geográfico; 1995.

 

11. Material audiovisual

Autor/es. Título do vídeo. Lugar de edição: Editora; ano. Aplicável a todos os suportes audiovisuais.

Exemplo:
Borrel F. A entrevista clínica. Escutar e perguntar. [vídeo] Barcelona: Doyma; 1997.

 

Fonte:
https://blog.mettzer.com/formatacao-normas-vancouver/

(Texto na íntegra)